Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 18 de junho de 2011

O garçom


Imagem: gestaoderestaurantes.com.br
O garçom é o profissional responsável por atender os clientes em um bar, café ou restaurante, anotar seus pedidos, servi-los, e, após a saída do cliente, retirar os restos da mesa, e limpá-la, de modo que outra pessoa possa ocupá-la. O garçom também pode trabalhar em eventos e festas, e, nesse caso, o profissional é responsável apenas por servir os convidados e recolher os copos e pratos já utilizados. O garçom deve garantir que não falte nada aos clientes ou convidados e que eles estejam satisfeitos com os produtos e serviços oferecidos pelo estabelecimento. Além do seu salário, o garçom ganha uma taxa de 10% que é inclusa na conta do cliente e as gorjetas, ambos opcionais.

Quais as características necessárias para ser um garçom?

Para ser um garçom é necessário que o profissional seja alfabetizado, para poder anotar os pedidos. Além disso, outras características interessantes são:
  • agilidade
  • raciocínio rápido
  • capacidade de observação
  • paciência
  • capacidade de organização
  • flexibilidade
  • disponibilidade de horário
  • simpatia
  • pró-atividade
  • responsabilidade
Foto: dimitriganzelevitch.blogspot.com
Qual a formação necessária para ser um garçom?

Para quem deseja trabalhar na área, mesmo muitos acreditando não ser necessário ter curso para isso, procurar uma instituição reconhecida, como por exemplo SENAC - Serviço Nacional de Aprendizado Comercial. A realização de cursos de especialização na profissão, workshops e treinamentos que capacitam o profissional para atender melhor os clientes ou convidados. Tais cursos diferenciam o profissional e o destacam no mercado de trabalho.





Principais atividades de um garçom
  • atender os clientes
  • anotar os pedidos
  • passar o pedido ao cozinheiro, caso o mesmo seja de gênero alimentício
  • preparar a bebida, ou passar o pedido ao bartender se for o caso
  • servir o cliente
  • estar pronto a atender quando o cliente solicitar
  • trazer a conta quando o cliente pedir
  • retirar os restos de comida e as louças utilizadas
  • limpar a mesa para que outras pessoas possam ocupá-la 

Áreas de atuação e especialidades
  • Bares, restaurantes e cafés: realiza as funções normais de um garçom, podendo até se especializar em comidas ou bebidas, e participar de cursos como o de barman, de somelier, de chef ou de maitre. Geralmente, os garçons são contratados pelo próprio estabelecimento, e não terceirizados.
  • Eventos e festas: como casamentos, aniversários, batizados, lançamentos, conferências, homenagens, etc. Esse profissional atende aos convidados, servindo-lhes bebidas, aperitivos e comidas, e recolhendo os copos e pratos usados. Nesse caso, geralmente, os garçons são terceirizados.
Foto: Garçom e Menu
Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para o profissional de atendimento, como é o garçom, é amplo, e continua crescendo, acompanhando o crescimento do lazer e dos serviços. É necessário que o profissional seja pró-ativo e determinado, pois o bom atendimento dos clientes requer atenção e simpatia, além disso, para se destacar também é importante que o profissional se atualize constantemente por meio de cursos e treinamentos.

Foto: faladoqueapetece.blogspot.com
(A dona da casa salva-o do campo e põe-no a trabalhar dentro de casa como criado)


Era Comum ter um escravo dentro da cozinha para realizar o atendimento aos senhores da Casa Grande.
Usava-se o pretexto de que o tiraria do serviço pesado em troca de realizar serviços leves dentro da casa, onde na realidade o trabalho se estendia até certas horas da noite enquanto havia visitas.



Curiosidades.

A profissão de garçom é uma profissão muito antiga, já na Antigüidade Clássica essa função era exercida pelos escravos domésticos, como eram chamados os escravos que trabalhavam dentro da casa de seus donos. Existiram também, durante toda a história, as tabernas, que eram estabelecimentos comerciais que atendiam os forasteiros e os pousos de passagem, que eram casas de famílias que ofereciam repouso e comida aos "hóspedes", nos dois casos, o papel de "garçom" era exercido pelos proprietários e suas famílias. O trabalho do garçom só foi distinguido e passou a ser incumbência principal de um funcionário a partir da urbanização e a formação dos bares e restaurantes. A partir daí o garçom virou figura importantíssima dentro de um estabelecimento.

Foto: historianovest.blogspot.com








Na cena:
Monumento homenageia poeta, fincada em Vila Isabel, Noel é servido por um garçom.
No bar da imaginação, alguém ainda pede ao garçom que traga, por favor, uma boa média que não seja requentada, um pão bem quente com manteiga à beça.



Fonte: http://www.brasilprofissoes.com.br
          www.pe.senac.br
          historianovest.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião quanto a matéria?